Acesse Nossas Redes Sociais

Dicas

Tarifa Branca: Vale a pena? Como funciona

Publicado

em

Existem diversas maneiras de economizar energia, e os consumidores brasileiros podem aderir uma nova modalidade de consumo: a Tarifa Branca.

Diferente da taxa convencional, que é fixa, esse tipo de tarifa calcula o valor do consumo a partir do horário de uso da energia. Ela trabalha com três valores que vão depender do horário de uso da rede elétrica, representando uma economia de até 20% na conta do mês. Mas será que a tarifa branca vale a pena? Leia o que preparamos para você.

tarifa-branca Tarifa Branca: Vale a pena? Como funciona

O que é a Tarifa Branca de Energia?

A Tarifa Branca é uma das opções de modelo tarifário, ou seja, trata-se de uma forma diferente de se pegar pela energia. Nesse modelo, o preço que será pago varia de acordo com determinados horários.

Tarifa Branca Horários

Em dias úteis, é cobrado três valores diferentes de tarifa, sendo denominados como horários de:

  • Horário de Ponta: tendo uma tarifa maior, das 18:30 até 21:30;
  • Horário intermediário: Tarifa de valor intermediário, das 17:30 até 18:30 e 21:30 até 22:30;
  • Horário Fora de ponta: valor menor, das 22:30 até 17:30.

Nos finais de semana e feriados, o valor sempre é o de fora de ponta para tarifa.

tarifa-branca-horarios Tarifa Branca: Vale a pena? Como funciona

Diferença entre a tarifa branca e a convencional

A tarifa branca varia de acordo com cada horário pré-determinado, e a tarifa convencional possui um preço fixo que não possui nenhuma variação.

Os horários e preços possuem base na distribuidora de energia, e os dados podem ter variações de acordo com cada estado.

Tarifa Branca Quem Tem Direito?

De acordo com a Legislação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a tarifa está disponível para consumo residencial, rural e comercial, desde que os consumidores não recebam benefícios tarifários e que estejam enquadrados no perfil de baixa tensão.

Os consumidores que podem aderir à tarifa branca são os de baixa tensão do grupo B ou grupo A com tarifa do grupo B. veja quais são as classes destes grupos:

  • Subgrupo B1: Residencial;
  • Subgrupo B2: Rural
  • Subgrupo B3: Comércio, serviços, indústria e outras atividades, serviço público, poder público e consumo próprio.

Grupo A com tarifa do grupo B, de acordo com o que está descrito no art. 100 da resolução normativa nº 414/2010.

Existe exceções que são as de consumidores de baixa renda residencial, unidades consumidoras que façam o uso do sistema de pré-pagamento, iluminação pública, essas não poderão solicitar este modelo tributário.

Na fatura de energia elétrica, é possível encontrar a informação de qual grupo pertence no campo “Grupo de Tensão”.

tarifa-branca-vale-a-pena Tarifa Branca: Vale a pena? Como funciona

Tarifa Branca vale a pena?

Essa com certeza também é sua dúvida, não é? Muito bem, a dimensão da rede elétrica é feita com base no consumo de energia no horário de ponta, e quando acontece o aumento do consumo, teremos também a necessidade de melhorar a rede e sua capacidade de instalação.

Para incentivar o consumo de energia elétrica fora de ponta, foi criada a tarifa branca. Dessa forma, o consumidor que centraliza o consumo no período de horário fora de ponta, conseguirá reduzir os gastos em faturas de energia e ajudar diminuir os investimentos na capacidade da rede instalada.

Portanto, sim, a tarifa branca vale a pena, pois ajuda o consumidor a economizar na conta de luz. Mas isso se você usar a energia o dia todo e não somente nos horários de ponta.

Como mudar para a Tarifa branca?

Caso você seja um consumidor de baixa tensão e esteja dentro dos subgrupos B1, B2 ou B3 ou seja do grupo A com cobrança de grupo B, é possível solicitar a mudança no modelo no modelo tarifário.

Para fazer a solicitação, basta comparecer nos postos de atendimento da concessionária responsável por atender a sua região. Lembrando que o mesmo pedido deve ser feito pelo titular da unidade de consumo.

A distribuidora terá o prazo de 30 dias para atender o pedido no caso de unidades consumidoras já existentes, para uma nova ligação o prazo será de 5 dias em área urbana e 10 em área rural.

Posteriormente, caso o consumidor deseje retornar ao modelo de tarifa convencional, a distribuidora também terá o prazo de 30 dias para atender a solicitação realizada. Mas ao retornar, e quiser voltar ao modelo de tarifa branca, terá que aguardar um prazo de adesão de 180 dias.

É importante recomendar que antes de solicitar a alteração com a distribuidora de energia, o cliente deve ter conhecimento sobre seu perfil de consumo. Assim, o próprio consumidor terá essa vantagem com ele, possuindo um perfil de modelado de consumo para os horários fora de ponta.

Caso contrário, ele poderá correr o risco de ter aumentos significativos da conta de energia mensal. Também recomendamos que o mesmo tenha uma conversa diretamente com a distribuidora, para conseguir descobrir se está realmente elegível a trocar para a tarifa branca.

Lembrando que a distribuidora não irá apresentar o perfil diário, somente o perfil de cada mês.

Wagner é carioca da gema, estudante de Direito na Universidade Anhanguera, pretende seguir carreira pública ou política. Nas horas vagas gosta de surfar e jogar futevôlei. Escreve para blogs e sites desde os 16 anos de idade.

Clique para comentar

Deixe um comentário Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

Cadastro Positivo: É bom ou Ruim? Aumenta Score?

Publicado

em

Muitos ainda não conhecem o Cadastro Positivo, ele consiste em um site onde as empresas podem verificar o histórico do pagador. Portanto, é possível verificar se a pessoa paga seus débitos em dia, ou ao contrário, fica devendo nos lugares onde realiza suas compras.

Outro fator importante que o Cadastro Positivo possibilita é a possibilidade de comprovação de renda para as pessoas que não possuem outros meios de comprovação, são autônomos, liberais, mas quitam seus débitos em dia. A seguir você conhece um pouco melhor sobre o Cadastro Positivo e sabe se vale a pena fazer o seu cadastro.

cadastro-positivo Cadastro Positivo: É bom ou Ruim? Aumenta Score?

Cadastro Positivo é Bom ou Ruim?

Para as empresas cadastradas o Cadastro Positivo oferece um histórico completo da vida financeira de seus clientes. Dentre as informações obtidas, pode-se destacar as compras efetuadas e o valor das parcelas, datas de vencimento, empréstimos realizados, se as contas foram pagas em dia e muito mais.

Ainda, é possível encontrar outros tipos de informações no Cadastro Positivo como contas ligadas aos serviços de água, luz e internet. Mas para quê isso serve? Através destes dados, a empresa consegue verificar se a pessoa tem um histórico de bom pagador, com isso, fica mais fácil e seguro para esta conceder novos créditos, ao passo que, avaliando as informações, o crédito poderá ser concedido as pessoas que tem menos chances de darem um “calote”.

Quem pode ter acesso as informações cadastradas no Cadastro Positivo?

Poderão ter acesso as informações a respeito da vida financeira das pessoas, no Cadastro Positivo, os órgãos de proteção ao crédito como SPC/SERASA, empresas de água, luz e telefonia, como também, demais empresas como as do comércio, bancos, financeiras, dentre outras.

Enfim, todas aquelas empresas que acharem necessário ter acesso a mais informações dos seus clientes, podem obtê-las pelo Cadastro Positivo.

cadastro-positivo-vale-a-pena Cadastro Positivo: É bom ou Ruim? Aumenta Score?

Quem pode fazer o Cadastro Positivo

Primeiramente, vale ressaltar que algumas mudanças estão sendo feitas com relação a quem pode fazer o cadastro. Com isso, a ideia é que qualquer pessoa poderá fazer o seu cadastro, através do seu CPF. Mas ninguém é obrigado a manter seus dados no Cadastro Positivo, podendo requerer a retirada das suas informações.

Outra informação que vem circulando na internet é de que o consumidor com cadastro na plataforma do Cadastro Positivo teria direito a juros mais baixos em suas compras, o que não é verdade!

Logicamente, a pessoa endividada pode tentar junto a credora, a composição de um acordo, onde a cobrança de juros, parcelamento pode ser diferente, dependendo do aceite ou não do credor e isso tem haver com o seu score de crédito. O simples fato de ter o cadastro positivo não garante aumentar o seu Score e vice-versa.

Ainda, é importante mencionar que as informações quanto ao histórico financeiro dos clientes não fica disponível para sempre no Cadastro Positivo, mas sim por 5 (cinco) anos. Sim, informações quanto a negativação do SPC e SERASA, também ficam disponíveis por 5 anos. Mas, algumas informações podem permanecer por até 15 anos!

Como fazer o cadastro na plataforma do Cadastro Positivo?

Desde o ano de 2019, você não precisa mais realizar o cadastro, pois foi promulgada a lei que autorizou a inclusão automática das informações financeiras de pessoas com idade superior a 18 anos.

O lado positivo desta ação é que, se você for um bom pagador, o seu score será disponibilizado as empresas, podendo com isso, você conseguir acesso a empréstimos e créditos. Por isso é importante quitar os seu débitos em dia, ou até mesmo, quando possível, pagar antes da data de vencimento.

As contas analisadas dizem respeito a pagamento de água, luz telefonia, como também, cheque especial, cartões de crédito, crédito pessoal, dentre outras.O Cadastro Positivo avalia os pagamentos feitos nos últimos 12 meses. Então, fique atento ao vencimento dos teus boletos!

Como Excluir meu Cadastro Positivo?

A solicitação de exclusão no cadastro da plataforma Cadastro Positivo deverá ser feito diretamente aos gestores de bancos de dados do Cadastro Positivo. Assim, o contato pode ser feito pelos canais de atendimento disponibilizados no site da empresa.

O prazo para exclusão das informações, após solicitado é de até dois dias após a solicitação.

cadastro-positivo-aumenta-score Cadastro Positivo: É bom ou Ruim? Aumenta Score?

O Cadastro Positivo vale a pena?

A questão varia, se você é um bom pagador, o Cadastro Positivo vale muito a pena, pois o se score estará alto e assim, você terá mais chances de ter créditos aprovados junto aos bancos e financeiras.

Agora se você não paga as suas contas em dia, está negativado no SPC/SERASA, o Cadastro Positivo pode vir a lhe prejudicar, impossibilitando em alguns casos, de conseguir créditos com bancos e financeiras ou ofertas melhores.

O Cadastro Positivo é uma ótima ferramenta para as empresas terem acesso a mais informações sobre os seus clientes, assim como para os consumidores, que são bons pagadores, os quais poderão ter benefícios quanto a concessão de créditos e empréstimos junto a bancos e financeiras. Então, se você está buscando financiamentos para casa, carros ou outras áreas afins é importante quitar suas contas em dia!

Continue Lendo...

Conteúdo da Página

Novidades

Categorias

Páginas

Conteúdo em Destaque

HPG - Hábito Pragmático é gerido por Miidia Serviços de Publicidade Web EIRELI – CNPJ 14.444.032/0001-90 - Contato: [email protected] - Todo nosso conteúdo é original, de propriedade do HPG e pode ser reproduzido, desde que apontada a devida fonte com um link para nossa Home Page ou página em questão. Conteúdo de ordem Prática, Objetiva e Realista.