Acesse Nossas Redes Sociais

Auxílio Brasil

Auxílio Brasil não caiu no Caixa TEM: Saiba os motivos

Publicado

em

O Auxílio Brasil se tornou um importante aliado para a classe trabalhadora que vem encontrando dificuldades e se recolocar no mercado.

auxilio-brasil-nao-caiu-no-caixa-tem-saiba-os-motivos Auxílio Brasil não caiu no Caixa TEM: Saiba os motivos

Principalmente agora, durante a pandemia da Covid-19, quando muitas empresas fecharam, reduziram o pessoal e demitiram em massa.

Assim, os R$ 400 que muitas famílias recebem são de suma importância para garantir o mínimo de alimento por dia em casa. Entretanto, nem sempre o valor do Auxílio Brasil cai corretamente no Caixa TEM, que é o aplicativo da Caixa Econômica Federal que controla esses valores.

Com isso, a situação chega a até mesmo ser desesperadora para algumas famílias que dependem exclusivamente deste valor para a sobrevivência.

Vale lembrar que o Auxílio Brasil foi uma adaptação do nome auxílio emergencial, criado durante a pandemia, mas que na prática também substitui o programa Bolsa Família, criado pelos governos anteriores.

Como saber porque o Auxílio Brasil não caiu na conta

Agora, existem diversas razões pelas quais o Auxílio Brasil eventualmente não caiu na conta do Caixa TEM. Muitas vezes, é apenas falta de atualização no cadastro do beneficiário. Neste caso, muitas vezes conseguimos resolver pelo celular e, em seguida, o dinheiro já vai cair na conta.

Outra situação que ocorre muitas vezes é com relação ao prazo para recebimento. Isso porque cada beneficiário tem uma data determinada para recebe o seu Auxílio Brasil.

Com isso, muitos se confundem, acham que vão receber em um dia, mas não era aquela data. No entanto, muitos também não pesquisam e, neste momento, vem o desespero natural de quem precisa muito daquele valor para sobreviver.

Para fazer a atualização e o desbloqueio, basta também atualizar o aplicativo CadÚnico (Cadastro Único) do governo federal. Inclusive, para ter acesso ao benefício do Auxílio Brasil e de outros programas de transferência de renda, é obrigatório esse cadastro no sistema.

Isso porque essa é a única e eficaz maneira de evitar que pessoas recebam valores indevidos, enquanto outros que realmente precisam eventualmente ficariam de fora. Então, o Cadúnico também se torna um importante instrumento para garantir os diretos aos cidadãos.

auxilio-brasil-nao-caiu-no-caixa-tem Auxílio Brasil não caiu no Caixa TEM: Saiba os motivos

Telefones de contato

Caso esteja na hora de receber e o dinheiro não tiver caído na conta, é importante acionar o governo federal pelo telefone 111, do Ministério da Cidadania, ou a Caixa Econômica federal, pelo telefone 121.

Esses telefones são gratuitos e os atendentes vão poder ajudar da melhor maneira possível.

Afinal de contas, quando aparece “bloqueado“, no telefone celular ou no computador, pode se tornar desesperador.

Outra situação, mas aí é mais demorado para resolver, é quando precisa entrar em contato com o CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) de sua cidade, para ajudar a resolver.

Entretanto, nesses casos a demora fica em cerca de 30 dias. E muitas vezes o resultado pode ser negativo, pois, alguns de fato não terão o direito de receber o Auxílio Brasil, por uma série de fatores.

E caso precise realmente levar o problema ao CRAS para resolver, vai precisar também dos seguintes documentos para agilizar o atendimento:

  • CPF ou Título de Eleitor (apenas do Representante Familiar),
  • Documento de Identificação (de cada integrante da família);
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de matrícula de crianças e adolescentes (se tiver).

Assim, os funcionários credenciados vão tentar resolver o problema da melhor maneira possível.

Atualmente, em junho, o Auxílio Brasil será pago até o dia 30 deste mês. E assim segue nos próximos meses, com cada grupo recebendo em um dia específico.

auxilio-brasil-nao-caiu-no-caixa-tem-os-motivos Auxílio Brasil não caiu no Caixa TEM: Saiba os motivos

Saiba sobre o aplicativo

O aplicativo Caixa TEM surgiu em 2020, criado pela Caixa Econômica Federal, para pagar o antigo auxílio emergencial durante a pandemia.

No entanto, por essa conta digital, também se pagava o valor do programa de redução de salários das empresas, quando os trabalhadores reduziam carga horária, pagamento, mas tinha uma parte paga pelo governo federal.

Inclusive, nestes casos, o trabalhador também precisa declarar esses valores recebidos no imposto de renda do ano seguinte. Caso contrário, vai cair na malha fina.

Assim, a Caixa Econômica Federal tem sido a principal intermediadora dos pagamentos dos programas sociais de transferência de renda no país.

Meio de sobrevivência

Atualmente, mais de 30 milhões de brasileiros se encontram abaixo da linha da pobreza, segundo dados do próprio governo federal.

Além disso, nos dias atuais, mais de 100 milhões de pessoas vivem em situação de insegurança alimentar dentro do território brasileiro e precisam de ajuda de terceiros para sobreviverem.

Neste caso, a insegurança alimentar é quando alguém tem o que comer naquele dia, mas não sabe o que vai ter no dia seguinte, por conta das dificuldades financeiras.

E os programas de transferência de renda do governo federal ajudam a minimizar esses problemas e a garantir o mínimo e o básico de alimentação. E o valor do Auxílio Brasil também pode variar de acordo com o tamanho das famílias.

Encontrou algo errado ou não atualizado? Fale conosco deixando um comentário ou enviando um e-mail para: [email protected]
hpg-google-news Auxílio Brasil não caiu no Caixa TEM: Saiba os motivos em 2023 teremos novidades!
Compartilhe:

Baiana, natural da capital Salvador, Luciana Simão é uma mulher sonhadora, e seu maior desejo é virar uma escritora famosa. Desde pequena gostava de escrever e atualmente uniu sua paixão com sua profissão. É formada em letras na UNISA, já trabalhou na redação de um importante jornal do nordeste e atualmente passa a maior parte do seu dia escrevendo matérias para renomados portais, dentre eles o HPG. Para falar com a colunista, deixe um comentário aqui no portal ou pelo e-mail [email protected]

Clique para comentar

Deixe Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Conteúdo da Página

Novidades

Colunas

Páginas

Conteúdo em Destaque

HPG - Hábito Pragmático é gerido por Miidia Serviços de Publicidade Web EIRELI – CNPJ 14.444.032/0001-90 - Contato: [email protected] - Todo nosso conteúdo é original, de propriedade do HPG e pode ser reproduzido, desde que apontada a devida fonte com um link para nossa Home Page ou página em questão. Conteúdo de ordem Prática, Objetiva e Realista.